Nunca o futuro esteve tão presente como agora.

O colapso sistêmico que estamos vivendo nos oferece uma última chance de reinventar,em um curtíssimo prazo, um futuro próspero e, ao mesmo tempo, capaz de regenerar o meio ambiente e a nossa sociedade. Para nós do Festival Verbo Gentileza, essa é a equação mais complexa que a humanidade já teve de resolver e, talvez por isso, não se fale em outra coisa.

Tamanha destruição criativa sugere um rearranjo radical, que rompe com as premissas pré-existentes e valida as novas, além de nos levar a um salto evolucionário.

O Festival tem a ideia fixa de que este salto evolucionário se dará a partir da gentileza. Mas não pensamos na gentileza como etiqueta. Pensamos essa postura como ética, a manifestação de nossa empatia essencial em intenções, gestos e ações. Entendemos a gentileza como uma linguagem universal humana, um código de convivência, colaboração e comunicação gentil, de gente para gente.

Acreditamos que essa é a manobra mais radical de todas: desintermediar as nações, as profissões, as condições, os estilos, as instituições e todos esses protocolos para reconectar gente com gente, direta e naturalmente. Tudo isso por meio da empatia essencial, com ou sem a ajuda da tecnologia. A gentileza como senha na co-criação desses novos futuros.

Precisamos urgentemente de uma Revolução Gentil.

 

Festival Verbo Gentileza 2021

Atividade: Mesa de abertura | A REVOLUÇÃO DE 2021

Participantes: Erlana Castro, Eveline Trevisan, Fina Nicolai, Gurusangat e Patrícia Tavares

Os corações e mentes por trás da criação e curadoria do Verbo Gentileza 2021 formam a mesa de abertura da 6ª edição do Festival. Eveline Trevisan, Erlana Castro, Fina Nicolai e Patrícia Tavares conversam sobre o processo de escolha de “Revolução Gentil” como tema deste ano e como chegaram à programação que vão apresentar nos dias 23, 24 e 25 de setembro. A mesa se encerra com a fala da médica PhD em epidemiologia pela FU-Berlim, professora da UFMG e lead trainer do Kundalini Research Institute, Gurusanga , abordando a importância da identidade gentil na evolução da espécie humana.

Atividade: Apresentação artística | RITUAL DE ENTRADA DO FESTIVAL

Participantes: Ana Paula Cançado, com participação de Miriam Pederneiras

A bailarina Ana Paula Cançado, uma das curadoras do Festival Verbo Gentileza 2021, apresenta a coreografia do manifesto “Revolução Gentil”. O momento ainda reflete sobre como o ser humano pode mudar seus atos e se abrir para o mundo, em uma linda e forte analogia com a dança. Serão abordadas também a dança e a arte como possibilidade de transformação social, a partir do projeto Corpo Cidadão, iniciativa presidida por Miriam Pederneiras.

Atividade:  Mesa de conversa | INOVAÇÃO SOCIAL NO TERCEIRO SETOR

Participantes: Rômulo Silva (Mediador) Ana Ly (Prosas), Bruna Kassab (Evoé), Manu São Pedro (AIC) e Daniel Morais (Atados)

A mesa de conversa “Inovação Social no Terceiro Setor” reúne um grupo de iniciativas do terceiro setor que acreditam no fortalecimento do coletivo para a construção de uma sociedade e um futuro melhor. Elas representam uma descontinuidade com relação às soluções habitualmente oferecidas e fornecem uma resposta criativa a problemas do tipo econômico-social. 

Atividade: Mesa de conversa | REVOLUÇÃO GENTIL DAS CAUSAS

Participantes: Brain Squad convida representantes da iniciativa privada para a mesa.

Revolução Gentil e marcas: propósito, causa, impacto, ESG. Como as pessoas e as marcas estão se relacionando com essa pauta, na real? Não é novidade para ninguém que temas como propósito, causa, impacto e ESG são algumas das principais discussões contemporâneas quando pensamos em consumo, comportamento, marcas e organizações. Mas onde as marcas e empresas realmente estão nessa trajetória? Quão genuínas e autênticas são as iniciativas? Qual o nível de compromisso? Para onde aponta o futuro? Qual o papel do consumidor nisso tudo? Essas são algumas das questões que serão debatidas numa mesa mediada por Cris Schenardi e Ligia Gonçalves, da consultoria Brain Squad, em um papo com representantes de empresas da iniciativa privada que já começaram a jornada da Revolução Gentil.

Atividade: Apresentação artística | THIAGO DELEGADO – DELEGASCIA

Horário: 21h-22h

Referência no violão de sete cordas, o instrumentista e compositor mineiro Thiago Delegado se destaca por sua performance que mistura a sonoridade simples à sofisticada composição. Em seu repertório, composições registradas em quatro álbuns de clássicos da música brasileira. Revelando uma profunda intimidade com seu instrumento e com uma linguagem musical sem fronteiras, Delegado incursiona por diferentes gêneros musicais: choro, samba, bossa nova e jazz.

Thiago Delegado apresenta o projeto DelegasCia ao lado do baixista Aloízio Horta, do baterista André Limão e do tecladista Christiano Caldas.

Atividade: Exibição documentário + Mesa de conversa | CIDADANIA GENTIL EM AFUÁ – CIDADE DAS BICICLETAS

Participantes: Eveline Trevisan, Patrícia Tavares e Renata Falzoni

O Verbo Gentileza foi buscar em uma cidade do interior do Pará um exemplo de cidadania gentil. Em seu novo filme, Renata Falzoni apresenta Afuá (PA), uma curiosa cidade localizada na Ilha de Marajó, onde o principal meio de transporte é a bicicleta. Lá não são permitidos carros, motos e nenhum outro tipo de veículo motorizado. Tudo é na base da mobilidade ativa. O documentário mostra como Afuá se organiza a partir dessa dinâmica e a beleza por trás da simplicidade da bicicleta. O Festival exibe o documentário após um vídeo de abertura de Renata, logo em seguida, abre a mesa de conversa com a participação das curadoras Eveline Trevisan e Patrícia Tavares.

Atividade:  Mesa de conversa | REVOLUÇÃO GENTIL NAS CIDADES

Participantes: Ana Virgínia Guimarães, Karla Giacomin, Marcos Fontoura e Renata Novaes 

Mediação: Eveline Trevisan

 

A relação entre as cidades e a sociedade é o tema central da mesa de conversa “Revolução Gentil das Cidades”. Será debatido o jeito de viver nas cidades, inspirado por exemplos e práticas que deram certos. A conversa conta com a participação de Ana Virgínia Guimarães, Karla Giacomin, Marcos Fontoura e Renata Novaes. A mediação é da curadora Eveline Trevisan.

Atividade: A CIDADE É NOSSA CASA / Performance faixa de pedestre

 

A cidade é também a nossa casa e podemos enfeitá-la com diversidade, potencial artístico e palco para a gentileza urbana e humanidade. Uma reflexão sobre a cidade a partir da interação entre corpo e a rua com mediação da bailarina Ana Paula Cançado e fala de Paulo Azevedo. 

Atividade: Mesa de conversa | REVOLUÇÃO GENTIL DAS RUAS

Participantes: Guilherme Tampieri, Letícia Sabino, Marcela Guerrero Casas, Mariana Gomes, Nívea Sabino e Rita Oening   

Mediação: Eveline Trevisan

A mesa de conversa “Revolução Gentil das Ruas” propõe importantes discussões sobre nossos espaços públicos com a consciência de que são pequenos recortes em um ambiente amplo e complexo. É proposto um novo olhar para as cidades como um todo, chegando à escala das ruas e das pessoas. Participam da conversa Marcela Guerrero Casas, Guilherme Tampieri, Letícia Sabino, Mariana Gomes, Nívea Sabino e Rita Oening. A mediação é da curadora Eveline Trevisan.

Atividade: Mesa de conversa | MANIFESTAÇÕES ARTÍSTICAS NAS CIDADES

Participantes: Marcella Arruda, Marjorie Yamaguti e Mauro Neri

Mediação: Eveline Trevisan

Quando chegamos, a cidade já estava lá, os problemas sociais já estavam criados, os muros nunca foram derrubados e os acessos públicos não foram projetados para todo o público de uma cidade. A partir desse contexto, a mesa de conversa “Manifestações artísticas nas cidades” busca entender o espaço público e como podemos interagir com a sociedade que vive nele – e toda a sua complexidade, a partir da arte pública. Participam da conversa Mauro Neri, Marcella Arruda e Marjorie Yamaguti. A mediação é de Eveline Trevisan.

 

Atividade: Apresentação artística | BARBATUQUES 

 

Identidade gentil

 

Atividade: Estreia performances “Abaporu”, “Casa Sã” e “A Carne”

Abaporu

Inspirado na tela “Abaporu”, de Tarsila do Amaral

Criação: Projeto Além da Tela

Bailarina: Bianca Victal

Direção artística: Victor Ciattei

Coreografia: Victor Ciattei

Assistentes de coreografia: Bianca Victal e Mariana Rodrigues

Direção de fotografia: Bianca Victal

Filmagem: Letícia Victal

Edição: Bianca Victal e Mariana Rodrigues

Música: “O Trenzinho do Caipira”, de Villa-Lobos

Equipe Além da Tela: Victor Ciattei, Bianca Victal e Mariana Rodrigues

Casa Sã

Pisamos nas veredas dos tempos antigos, as taperas velhas brotando onde habitam os fantasmas das velhas taperas, dos velhos pais dos meninos correndo, das meninas penduradas nos galhos da seriguela, da reza, da vela, da fé, colhi desta janela, eu sou o mundo.

Direção: Oz Ferreira

Intérpretes-Criadoras: Oz Ferreira, Paloma Xavier e Rodrigo Zaiden

Roteiristas: Oz Ferreira, Paloma Xavier, Perseu Azul e Rodrigo Zaiden

Fotografia: Leo Ferreira, Perseu Azul e Augusto Iúna Música: “Casa Sã” – Clarianas

Montagem: Oz Ferreira e Perseu Azul

Edição: Perseu Azul

Arte de divulgação: Maurício Biu

Realização: Pepalantus Núcleo

 

 

A Carne:

 

Performance feita após o assassinato de George Floyd, por um policial branco, em maio do ano passado. “Estava em casa acompanhando pelas redes sociais mais um caso de racismo, que dessa vez ganhou um alcance mundial. Mas sabemos que no Brasil a taxa de violência e assassinato contra o negro é bem alta. E vemos isso quase diariamente.
Queria ir para rua, protestar. Basta, até quando vamos viver isso?
Mas, vivendo uma pandemia, estava com muito medo de sair de casa. Então, depois de fazer meus exercícios diários num quartinho do meu apartamento, decidi usar a minha arte, o meu corpo para “falar” sobre. Escutei a música e não podia ser outra, tão atual (infelizmente). Apertei o play e deixei o meu corpo se expressar e o ‘grito’ saiu.”

 

 

Atividade: FESTIVAIS: DA AÇÃO CELEBRAR AO VERBO TRANSFORMAR

Mesa de Conversa

Participantes: Patrícia Tavares, Victor Diniz, Barral Lima, Hugo Zschaber, Lílian Nunes e Amauri Viçosa

Sinopse: Todo festival é a celebração de um evento especial. Belo Horizonte é uma cidade que conta com um número expressivo de festivais que vão muito além do entretenimento e proporcionam experiências incríveis e valiosas para seus participantes. Junto dessas experiências, o Festival Verbo Gentileza chega à sua 6ª edição com o objetivo cada vez mais forte de contribuir positivamente para a construção de um mundo melhor, mais gentil e sustentável. Assim como nós, outros projetos realizados na capital mineira também seguem o trajeto de agregar benefícios e caminhar rumo a um mundo muito mais saudável. E é com eles que a conversa sobre a importância dos festivais na transformação da sociedade acontece.

 

Lílian Nunes é fundadora da Coreto Cultural e diretora executiva do Instituto Periférico (Amicult). Atua na elaboração de projetos, coordenação e realização de festivais como a Virada Cultural de Belo Horizonte, o Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte (FIT), o Festival Internacional de Quadrinhos (FIQ), o Festival de Arte Negra (FAN), entre outros. Tem experiência na produção e circulação de espetáculos nacionais e internacionais – Kirov, Scala de Milão, Pilobolus, Kataklo, Debora Colker, Elis, a Musical, Vale Tudo Tim Maia O Musical, entre outros.

 

Hugo Zschaber é músico, compositor, produtor e gestor cultural. Fundador e ex-integrante da banda Lamparina e A Primavera. É também fundador e gestor do AZEDA e coordenador-geral do Festival Azeda, plataforma de impulsionamento da música independente de Belo Horizonte e região que enxerga a cultura local como potência.

 

Victor Diniz é sócio da híbrido.cc, desde 2009, empresa de comunicação que produz cultura e produtora cultural que comunica. É produtor executivo do S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L!, festival multicultural de música contemporânea criado em 2010. Sua nona edição, realizada em 2020, reuniu 25 mil pessoas, com 12 horas de programação dividida em 4 palcos. Desde 2020, passou a ser sócio e diretor de novos negócios da Família de Rua, organização responsável pelo Duelo de MCs Nacional, maior batalha de MCs do mundo, envolvendo mais de 2.000 coletivos de todas as 27 unidades federativas do Brasil. Na híbrido.cc, atuou ainda com produção e comunicação de dezenas de projetos culturais, como Virada Cultural de BH, Festival Planeta Brasil, SARARÁ e Carnaval de Ouro Preto.

 

Barral Lima é produtor musical, compositor e músico. Trabalhou em inúmeros projetos fonográficos e shows ao lado de artistas como Lô Borges, Marku Ribas, Milton Nascimento, Samuel Rosa, Toninho Horta, etc. É idealizador e diretor artístico dos festivais Palco Ultra, MARTE Festival, Festival Hiphop.Doc e Circuito Instrumental. CEO do Grupo UN Music, no qual coordena a gravadora Ultra Music e o selo Under Discos, a produtora de eventos Ultra Music, a Neutra Audiovisual e Editora.

 

Amauri Viçosa é gestor e consultor na Amar Projetos Culturais e músico. Participou de inúmeras edições de festivais como músico, jurado, curador, produtor, organizador, gestor de projetos e diretor-geral de festivais, com destaque para as 10 edições do extinto FECAVI – Festival da canção de Viçosa (MG). Idealizador e fundador do ViJazz e Blues Festival, existente há mais de 15 anos em diversas cidades do interior de Minas Gerais e em Belo Horizonte. Atualmente é gestor cultural do FestNatal Araxá, com 12 edições consecutivas. Idealizou, produz e dirige o projeto Grandes Escritores Brasileiros, que promove encontros, oficinas literárias nas principais capitais brasileiras, além de cidades do interior de Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Espírito Santo.

 

 

Atividade: Mesa de conversa | AONDE A REVOLUÇÃO GENTIL NOS TROUXE E PARA ONDE NOS LEVARÁ

Participantes: Deborah Rocha, Erlana Castro, Eveline Trevisan, Fina Nicolai, Leonardo Beltrão e Patrícia Tavares

Sinopse: A equipe de produção do Verbo Gentileza faz um levantamento de todo o conhecimento adquirido e conteúdo apresentado ao longo dos três dias de projeto, além de prospectar ações futuras que decorrerão entre os meses de outubro e dezembro. Participam da conversa Deborah Rocha, Eveline Trevisan, Erlana Castro, Fina Nicolai, Leonardo Beltrão e Patrícia Tavares.

 

Deborah Rocha é Formada em Psicologia pela UFMG e pós-graduada em gestão pela Fundação Dom Cabral. Trabalha com elaboração e gestão de projetos desde 2012, nas áreas de reinserção social, meio ambiente e inclusão, live marketing e comunicação. Atualmente coordena a produção do projeto Verbo Gentileza 2021.

 

Erlana Castro tem 30 anos de carreira executiva em pleno reset. Metamorfose ambulante, pesquisadora independente sobre sociedade, marcas e futuro. Professora da Fundação Dom Cabral e designer de experiências criativas de aprendizagem na educação executiva. Erlana é cocriadora, agitadora e ativista gentil do Verbo Gentileza.

 

 Zelu Braga é cantor, autor e mensageiro. Dono de um timbre singular, traz na sua voz o peso e a leveza de estímulos que podem dialogar com o seu íntimo. Seu canto é multi-sensorial. Sua arte adentra o caminho melódico onde vibra a cura e a esperança. Zelu é integrante-fundador da banda Graveola e coautor de Revolução Gentil, manifesto cantado do Verbo gentileza 2021.

 

Fina Nicolai cria e produz eventos há mais de 15 anos, na pele da Fina Fazedoria. Um fazer com alegria que conecta clientes aos especialistas certos, que cria oportunidades de relacionamento das marcas com seus diversos públicos de interesse. Ela é a fazedora-mor do Festival Verbo Gentileza.

 

Leonardo Beltrão é escritor e produtor cultural. Beltrão é autor do livro “Poemas de muro e amor” e criador do projeto “Um lambe por dia”.

 

Patrícia Tavares ganhou o mundo conectando marcas e sociedade há mais de 20 anos. Fundadora e cabeça da Do Brasil Live Marketing e idealizadora do Festival Verbo Gentileza, trabalha para reunir a sociedade, as cidades, as artes, a cultura, as instituições e as marcas na reinvenção de um mundo mais gentil.

 

Palco Instituto Unimed-BH apresenta:

 

Atividade: Apresentação artística | ORQUESTRA OURO PRETO

Sinopse: Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 21 anos de atividades e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com uma extensa programação nas principais salas de concerto e espaços diversos no Brasil e no mundo. Sob os signos da excelência e versatilidade, atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo tem 12 trabalhos registrados em CD e 7 DVDs.

 

Atividade: Palestra | FELICIDADE COMO REVOLUÇÃO

Participante: Flavia Faugeres

Sinopse: A felicidade como uma revolução do indivíduo e da sociedade, com Flavia Faugeres.

 

Flavia Faugeres faz parte do Advanced Leadership Initiative, na Universidade de Harvard, um programa de desenvolvimento de líderes experientes focado em impacto social. É também fundadora do Learntofly, uma start-up que desenvolveu uma plataforma de acesso global a mentores, formação de conexões com significado e de desenvolvimento profissional por meio de ferramentas de inteligência socioemocional. Flavia já foi CEO da BRF Global e líder do marketing da Burger King global.

 

 

 

Atividade: ARTE, FILOSOFIA E POLÍTICA: REVOLUÇÕES POSSÍVEIS | Mesa de Conversa

Participantes: Jéssica Miranda, Ana Teixeira, Patrícia Tavares e Eveline Trevisan

 

Sinopse: 

Experiências artísticas e filosofia se entrelaçam em um debate sobre a identidade, a percepção do outro e a atenção como possibilidade de transformação.

 

Jéssica Miranda tem 29 anos, com raiz e tronco fincados em Recife, mas espalha seus galhos e frutos por todo o mundo através das redes sociais. Curiosa por natureza humana e apaixonada pela educação por vocação. “E se não há quem cure a curiosidade, tenho transitado pela existência buscando compreender as coisas que me cercam, movida por uma curiosidade sobre mim e o mundo, tentando matar essa sede com ajuda da sociologia, da filosofia e política. Sempre que me embebedo com conhecimento, tenho em mim uma ânsia de transformá-lo num banquete para que possa nutrir todos os seres que desejarem sentar comigo na mesma mesa onde está posta a existência”.

 

Ana Teixeira é artista, formada pela Escola de Comunicações e Artes da USP e mestra em Poéticas Visuais pela mesma Universidade. Seu trabalho transita por diferentes meios, com interesse particular pelo desenho e pela arte participativa, tendo a literatura e o cinema como suas principais referências. Nos últimos anos, participou de exposições e residências em diferentes partes do mundo. Ministra cursos sobre arte contemporânea e foi professora convidada da UNICAMP em 2013. Publicou os livros “Para que algo aconteça”, uma compilação de vinte anos de seu trabalho, com textos críticos de curadores e historiadores da arte, e “Minhas duas avós” (infantil). Prepara para 2021 a publicação Cala a boca já morreu! Leitura e coleta de Textos. Silenciamento feminino, no acervo da Biblioteca Mário de Andrade.

www.anateixeira.com / @anateixeira.arte

​​

Eveline Trevisan é arquiteta urbanista, mestre em ciências sociais e doutoranda em urbanismo. É responsável pela coordenação do Programa de Mobilidade por Bicicleta de BH e produtora do podcast “Cidades Possíveis”, que discute mudanças possíveis em nossas cidades.

 

Patrícia Tavares ganhou o mundo conectando marcas e sociedade há mais de 20 anos. Fundadora e cabeça da Do Brasil Live Marketing e idealizadora do Festival Verbo Gentileza, trabalha para reunir a sociedade, as cidades, as artes, a cultura, as instituições e as marcas na reinvenção de um mundo mais gentil.

 

 

 

Atividade: Palestra | Gentileza Radical, do “eu para o nós”

Participante: GURUSANGAT

 

A médica especialista em epidemiologia e lead trainer da Kundalini aborda o movimento do “eu para o nós”, trazendo para a reflexão o papel da consciência de grupo para que cada um assuma uma gentileza radical perante o mundo.

 

 

Gurusangat: PhD em epidemiologia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Berlim, professora da UFMG e lead trainer do Kundalini Research Institute. Desde 2010, tem se dedicado a construir coletivamente negócios que servem a um propósito ético. Criou o programa Lideraquariano, que leva às empresas uma tecnologia para ajudar suas lideranças a navegar pelas incertezas e instabilidades do mercado e das mudanças do cenário político.

 

 Palco Instituto Unimed-BH apresenta:

 

Atividade: Apresentação artística | Show Huni Kuin

Participante: Huni Kuin

Sinopse:

 

Gravado durante as manifestações realizadas em Brasília em agosto de 2021, um show instrumental do grupo de jovens artistas Kayatibu, dos povos Huni Kuin, de Jordão, no Acre. A apresentação conta também com falas dos integrantes do grupo sobre a sua identidade cultural, os motivos da sua mobilização em Brasília neste ano e a sua relação sistêmica com o meio ambiente.

 

Os Kayatibu trabalham pelo resgate e preservação da sua cultura por meio das artes, músicas, danças e cerimônias com as medicinas da floresta.

 

@kayatibu

@txai_shane_hunikuin

@akuanihunikuin

Bisku

@mimawai

 

 

Sympla
Setembro de 2021

Veja quem está com a gente

 

View this post on Instagram

O Festival Verbo Gentileza 2020 tá chegando e nossa programação está incrível! ✨ São 25 eventos com diferentes temáticas e experiências envolvendo mais de 50 cocriadores. Artistas, personalizes do futuro, Webinars, workshops, saúde mental, yoga e meditação, família, shows, performances e festinha de abertura com @djnaroca Os ingressos são gratuitos e limitados! Chame os amigues, espalhe a palavra e retire seus ingressos pela nossa página oficial @sympla. Link na Bio. Venha fazer parte do nosso movimento e dessa edição histórica do nosso primeiro Festival Online! De gente pra gente <3 Em breve maiores informações. Fique ligado!! Arte Vídeo: @jojohissa Trilha: “Love song”, de @fernandatakai e Maki Nomiya (instrumental), lançada por @fernandatakai e produzida por @johnulhoa . Fonograma gentilmente cedido por @deckdisc #verbogentileza2020 #gentilezacura #festivalverbogentileza #gentilezaonline #festivalgentileza #institutounimedbh #vocesabeporqueouve #aradioalemdoradio #familia #yoga #meditacao #workshop #saudemental #webinar #show #performance #lineup #abertura

A post shared by verbogentileza (@verbogentileza) on

 

View this post on Instagram

Pare um pouco! Respire & Inspire-se! ✨ Vem aí o Primeiro Festival Verbo Gentileza Online! Bora fazer parte dessa história com a gente? Com muita alegria compartilhamos com você nosso Manifesto #gentilezacura 2020. Resultado de uma cocriação de ideias de mais de 80 pessoas muito especiais. Algum desses pensamentos manifesta o seu? Escolha a frase que mais te representa. Grave com o celular. Publique nas redes e marque a gente. É hora de se manifestar! Junte-se ao nosso movimento e reverbere gentileza! Um gentil agradecimento para @zeliaduncan @rezende_alda @alinecalixto @castellobranco @celsomorettioficial @cidocanogueira @erlanacastro @fernandatakai @gabrielprataf @julsgarrafa @amaracelera @marianaamazonas @narocatorres @patdobrasil @raquelcoutinho.oficial @renataroch @rogerdeffmc @zevinagre @carlagomides @marjorieyamaguti @cleudibilidade @cmassote @deborahrses @gabimartelli @gustavito.music @gustav0fagundes heliovieirainterprete @massimo_battaglini @nadjagarbin @pietragomidest @rafaellucasbacelar @renattosouzza @robertnasimento @experienciacomogongo @misimpatia @julianagbraganetto @mafealbuquerque @tobia_hallak @cristianoxavier01 Fique por dentro de toda a programação e garanta seus ingressos! Todos os eventos são gratuitos e estão disponíveis na nossa página oficial na plataforma @sympla. . . #gentilezacura #artesalva #festivalverbogentileza #festivalverbogentileza2020 #festivalgentileza #gentilezaonline

A post shared by verbogentileza (@verbogentileza) on

Para acompanhar a gente de perto,
cadastre-se e receba a nossa programação.

Verbo Gentileza

Contatos

verbogentileza@gmail.com

Redes Sociais

Verbo Gentileza